Só quem lá esteve é que sabe…

20-11-2009 16:34

Só quem lá esteve é que sabe…

Este foi um dos acontecimentos, entre muitos, certamente, que faziam parte do dia a dia dos nossos Camaradas Veteranos, onde a linha que dividia a vida da morte era tão fina que se podia quebrar a qualquer momento.

 

Um abraço de apreço para eles.

 

“…Como curiosidade, quando estava a prestar serviço no Aeródromo Base nº. 3, aconteceu que um Soldado da Polícia Aérea, que se encontrava de ronda, aproveitou para ir à Aldeia da Missão Católica do Negage buscar a roupa que lá tinha para lavar. Quando a lavadeira veio à porta trazer a roupa àquele cliente e receber o preço que haviam combinado pelo trabalho efectuado, eis que surgiu do nada um homem de côr, supostamente o marido da lavadeira, vocíferando e empunhando uma catana, que ia brandindo no ar ao mesmo tempo que ameaçava matar o Soldado.

A pobre mulher de imediato se colocou na frente do tresloucado homem da catana... precisamente no momento em que um dos Soldados da ronda, ao vêr o colega em perigo, disparou a pistola-metralhadora FBP, que trazia a tiracolo. Sabendo-se como era aquela arma, ao disparar, claro que foram três ou quatro os tiros, o que foi fatal para a pobre coitada, que morreu de imediato. O PA regressou à Unidade, foi colocado sobre detenção e sujeitou-se a um Processo de Averiguações pelo homicídio da mulher.

Julgado no Tribunal Militar de Luanda, foi condenado a 11 anos de prisão... mas o canalha que causou a tragédia, quando ameaçou matar o Soldado com a catana... nem pronunciado foi, porque havia uma prática de acção psicológica que inibia a retaliação do que quer que fosse…”

 

Retirado daqui:

 http://aerodromobase3.blogspot.com/

Voltar

Procurar no site

Policia Aérea - Boinas Azuis de Portugal